Ataque russo faz dezenas de mortos

Mais de duas dezenas pessoas morreram e cerca 100 ficaram feridas esta quinta-feira na sequência de um bombardeamento das forças russas à cidade ucraniana de Vinnytsia, a 268 quilómetros a sudeste da capital Kiev.

Entre os mortos estarão crianças, como avança o chefe da diplomacia ucraniana no Twitter, Dmytro Kuleba.

De acordo com as autoridades locais, estima-se que o número de vítimas possa aumentar, nas próximas horas uma vez que o ataque com mísseis atingiu um edifício de escritórios, um estacionamento e outros imóveis.

Vinnytsia é uma das maiores cidades da Ucrânia, com uma população de 370.000 habitantes. Milhares de pessoas do leste da Ucrânia, onde a Rússia concentrou a ofensiva, fugiram para lá desde o início da guerra.

Os mísseis deram origem a um incêndio que se propagou até engolir 50 carros num parque de estacionamento adjacente, disseram as autoridades. A polícia ucraniana disse que as pessoas foram dadas como desaparecidas. O governador da região de Vinnytsia, Serhiy Borzov, disse que os sistemas de defesa aérea ucranianos abateram mais quatro mísseis sobre a área.

Volodymyr Zelenskyy classificou o ataque como "um ato de terrorismo aberto" contra civis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos