Ataque suicida em Uganda mata 3 pessoas e deixa mais de 30 feridas

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A capital da Uganda, Kampala, sofreu um ataque suicida triplo nesta terça-feira (16) que deixou ao menos três mortos e 33 feridos. Até o momento nenhum grupo assumiu o atentado.

As explosões ocorreram em pontos diferentes -a primeira, perto da delegacia do centro, e a segunda, próxima ao Parlamento-, onde as pessoas correram em busca de proteção. Ainda segundo informações da polícia local, o primeiro ataque foi feito por um homem com uma mochila nas costas. Já o segundo foi com dois homens bomba em uma moto.

Além das vítimas, outras 33 pessoas foram socorridas -cinco em caso grave. Um diplomata informou a Reuters que dois agentes estão entre os mortos, mas a polícia de Enanga não deu detalhes sobre o caso.

A Uganda é conhecido como símbolo da luta contra terroristas islâmicos no leste da África. Até o momento, não houve reivindicação da autoria do ataque, mas a polícia aponta os membros das Forças Democráticas Aliadas (ADF), alinhados ao Estado Islâmico, como os responsáveis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos