Ataque a tiros deixa três mortos e 11 feridos nos EUA

Um novo ataque a tiros nos EUA deixou três mortos e 11 feridos quando homens armados abriram fogo em uma rua movimentada na Filadélfia na noite de sábado. Segundo a polícia, vários atiradores abriram fogo contra a multidão que tradicionalmente ocupa a South Street nos fins de semana.

Contexto: Biden promete tomar medidas mais rígidas sobre o controle de armas

Sem mudanças no horizonte: Massacre em escola gera onda de revolta nos EUA, mas alterações na lei são improváveis

Sandy Hook, Columbine e Santa Fé: Relembre ataques a tiros em escolas dos EUA

— Sabemos que 14 pessoas foram baleadas e levadas para hospitais — disse o inspetor de polícia D.F. Pace., informando que dois homens e uma mulher morreram.

Segundo Pace, os policiais no local "observaram vários atiradores abrindo fogo contra as pessoas" na movimentada área de South Street, na Filadélfia. Ele salientou que "inúmeros" agentes já se encontravam na área quando foram ouvidos os primeiros tiros. Pace sustentou que tal vigilância é comum naquela região nas noites de fim de semana. O inspetor informou que duas armas semiautomáticas e um pente de alta capacidade foram encontrados.

Relutância 'inconcebível'

Desde o tiroteio em uma escola em Uvalde, Texas, em 24 de maio, que deixou 21 mortos, houve mais de duas dúzias de ataques com várias vítimas nos Estados Unidos, de acordo com o Gun Violence Archive.

Por que as crianças? Na pequena Uvalde, todos perderam alguém em massacre a tiros

'A menina mais feliz' e um pequeno bailarino: Quem são as vítimas do massacre

Nos Estados Unidos, onde 393 milhões de armas estavam em circulação em 2020, a violência tende a aumentar no clima quente, segundo pesquisadores. Além disso, ao longo dos anos, vários estados aliviaram as restrições à venda de armas.

O presidente Joe Biden pediu na quinta-feira ao Congresso que encontre uma maneira de proibir a venda de fuzis de assalto a indivíduos ou pelo menos aumentar a idade para comprá-los de 18 para 21 anos.

Ele chamou a relutância dos republicanos em limitar a venda de armas de "inconcebível", enquanto muitos lugares como escolas ou hospitais "se tornaram campos de extermínio, campos de batalha".

— Nas últimas duas décadas, mais crianças em idade escolar morreram com armas de fogo do que militares e policiais da ativa juntos. Pense nisso — disse Biden em um discurso na Casa Branca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos