Ataques aéreos russos na Síria matam quase 600 em um mês, diz grupo de monitoramento

BEIRUTE (Reuters) - Ataques aéreos russos na Síria mataram quase 600 pessoas, um terço delas civis, desde que Moscou começou sua campanha aérea há um mês, informou um grupo de acompanhamento da guerra nesta quinta-feira. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, baseado na Grã-Bretanha, que recolhe informações com uma rede de fontes no local, disse que os ataques russos mataram 185 civis e 410 combatentes de vários grupos insurgentes. A Rússia afirma que tem como alvo combatentes do Estado Islâmico e outros jihadistas na Síria e negou que seus ataques tenham resultado em mortes de civis. (Por Sylvia Westall)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos