Ataques americanos contra a Al-Qaeda deixam cinco mortos

Drone americano voa sobre território do Iêmen, em junho de 2017

Cinco supostos membros da Al-Qaeda morreram no Iêmen em ataques noturnos atribuídos a drones americanos, anunciaram nesta quarta-feira fontes militares.

O primeiro ataque contra um veículo na área de Mayfaa, província de Shabwa (sul), deixou dois mortos, de acordo com fontes iemenitas.

Pouco depois, um segundo ataque contra um veículo na zona de Al-Jalal, na província de Marib (centro), matou três pessoas.

Desde que Donald Trump assumiu a presidência, os Estados Unidos intensificaram as operações antijihadistas no Iêmen.

Na terça-feira, 12 soldados sauditas morreram na província de Marib na queda de um helicóptero, anunciou a coalizão árabe que luta contra os rebeldes iemenitas.

A coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita está presente no Iêmen desde março de 2015 para lutar contra os rebeldes huthis que controlam Sanaa, a capital do país, e outras províncias.