Ataques israelenses deixam cinco mortos na Síria

·1 min de leitura
(Arquivo) Defesa aérea síria responde a ataque em Damasco em 20 de julho de 2020 (AFP/STR)

Ao menos cinco pessoas morreram em ataques israelenses nesta quarta-feira (24) no centro da Síria, informou a ONG Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Os bombardeios apontaram contra os arredores de três localidades ao oeste de Homs, onde estão baseados combatentes sírios vinculados ao movimento xiita libanês Hezbollah.

A OSDH também informou a morte de três militares sírios e dois milicianos sírios afiliados ao Hezbollah, que luta ao lado do governo de Damasco.

Pouco antes, a agência estatal síria SANA havia anunciado um balanço de dois mortos e sete feridos.

"A agressão provocou a morte de dois civis e deixou seis soldados e um civil feridos", afirmou uma fonte militar citada pela agência.

Desde o início da guerra na Síria em 2011, Israel organizou centenas de ataques aéreos, especialmente contra posições iranianas ou do grupo Hezbollah, grandes aliados do regime de Damasco.

Os ataques desta quarta-feira atingiram "alguns pontos na região central" do país, afirmou a SANA, sem revelar detalhes. A agência acrescentou que a defesa aérea síria "respondeu a agressão e derrubou a maior parte dos mísseis".

Israel não tem o hábito de confirmar os ataques no país vizinho. Procurado pela AFP, um porta-voz militar israelense declarou: "Não comentamos informações publicadas pela imprensa estrangeira".

lar/hj/ybl/zm/dbh/zm/fp/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos