Ataques de macacos selvagens aterrorizam cidade do Japão e levam polícia a tomar medidas excepcionais

Macaco-japonês
Polícia não sabe se ataques estão sendo realizados por um macaco selvagem ou por vários

A polícia japonesa está usando armas com tranquilizantes para conter uma onda de ataques de macacos selvagens que aterrorizam os moradores.

Nas últimas semanas, 42 pessoas ficaram feridas na cidade de Yamaguchi — incluindo crianças e idosos.

Macacos selvagens são comuns em várias cidades japoneses, mas ataques são raros.

"É raro ver tantos ataques em um curto período de tempo", disse uma autoridade municipal. "Inicialmente, apenas crianças e mulheres foram atacadas. Recentemente, idosos e homens adultos também foram alvos."

No começo do mês, a polícia tentou criar patrulhas especiais e usar armadilhas, mas ambas as tentativas fracassaram.

As autoridades também não têm certeza se os ataques são obra de um único macaco ou de vários.

Os ferimentos das vítimas variam desde arranhões a mordidas nas pernas, mãos, pescoço e barriga.

Uma menina de quatro anos foi arranhada após um macaco invadir um apartamento. Em outro episódio, um macaco invadiu uma sala de aula de um jardim de infância.

Alguns moradores relataram várias invasões em suas casas por portas deslizantes ou por janelas abertas.

"Ouvi um choro vindo do térreo e desci correndo", disse um pai à imprensa japonesa. "Foi quando vi um macaco em cima do meu filho."

Essa espécie de macacos selvagens já chegou a ser considerada vulnerável, mas recentemente o número deles aumentou. Eles são listados pela União Internacional para a Conservação da Natureza como uma espécie de "menor preocupação".

No entanto, esse aumento no número da espécie "desencadeou sérios conflitos entre as pessoas e os macacos", segundo pesquisa da Universidade de Yamagata.

Hoje, os macacos selvagens e os seres humanos vivem mais próximos uns dos outros, e isso agravou os conflitos, de acordo com o estudo. Mudança de atitudes culturais em relação aos macacos, mudanças no comportamento humano e mudanças nos ambientes das florestas também são fatores que contribuíram.

- Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-62300964

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos