Ataques russos deixam muitos ucranianos sem energia ou água

Residentes de Kiev se enfileiram por água na capital ucraniana

Por Pavel Polityuk e Stefaniia Bern

KIEV (Reuters) - As forças russas atacaram usinas hidrelétricas ucranianas e outras instalações de energia na manhã desta segunda-feira em ataques com mísseis que deixaram muitas pessoas sem eletricidade ou água corrente.

Várias explosões abalaram Kiev e uma fumaça preta pairou sobre a capital após ataques de drones e mísseis que o primeiro-ministro, Denys Shmyhal, disse que atingiram 10 regiões ucranianas e danificaram 18 instalações relacionadas principalmente à energia.

Shmyhal disse que centenas de instalações perderam energia em toda a Ucrânia, apesar de a Força Aérea dizer que suas defesas aéreas derrubaram 44 dos 50 mísseis disparados pela Rússia.

Longas filas de água se formaram em algumas partes de Kiev depois que o prefeito Vitali Klitschko disse que 80% dos moradores ficaram sem água e as autoridades locais disseram que 350 mil casas na capital estavam sem eletricidade.

Klitschko disse várias horas depois que 270 mil apartamentos continuavam sem eletricidade e 40% dos moradores ainda não tinham água encanada, e as autoridades anunciaram blecautes de emergência em todo o país para ajudar a economizar energia e realizar reparos.

Uma usina hidrelétrica em Kremenchuk, no centro da Ucrânia, foi atacada, disse o governador regional, e imagens nas mídias sociais mostraram que várias usinas semelhantes foram atacadas em outras partes do país.

A Rússia intensificou os ataques à infraestrutura de energia e cidades desde que culpou Kiev por uma explosão que danificou uma ponte que liga o sul da Rússia à Crimeia anexada. A Rússia diz que atingiu instalações militares e de energia, mas muitos edifícios residenciais foram danificados.