Atendente de loja é acusado de racismo ao interromper brincadeira de menina negra

Funcionário de loja é acusado de racismo – Reprodução/Facebook Loja Amiga

Um vídeo onde uma criança aparece dançando em frente à uma loja em Pouso Alegre, Minas Gerais, se tornou viral na última semana. Tudo porque o funcionário da Loja Amiga desliga bruscamente o Papai Noel musical que estava fazendo a menina brincar na entrada do estabelecimento.

Leia mais: Mulher tem atitude racista em supermercado e é surpreendida

Ao que parece, a situação não passa de um mal entendido, mas muitas pessoas acusaram o rapaz de racismo porque a menina é negra. A gravação foi divulgada no dia 1 de dezembro no Facebook e tem apenas 5 segundos.

Após a repercussão negativa, a loja resolveu se pronunciar sobre o caso. “Pedimos desculpa a criança e sua família pela atitude do funcionário em questão. O que aconteceu foi que o Papai Noel estava fazendo um barulho muito alto e foi pedido a ele que desligasse”, diz parte do texto.

Leia mais: Professora sugere que mãe amarre o cabelo crespo da filha para que ela seja aceita

A página do estabelecimento foi tirada do ar, mas uma captura de tela mostra o comunicado na íntegra. Confira:

Funcionário de loja é acusado de racismo – Reprodução/Facebook Loja Amiga