Bombardeio mata idosa e 9 crianças da mesma família na Síria

Cairo, 18 abr (EFE).- Uma idosa e nove crianças da mesma família morreram nesta terça-feira por bombardeios de aviões de guerra não identificados em áreas da província de Idleb, na Síria, segundo informações do Observatório Sírio de Direitos Humanos e os chamados "capacetes brancos".

As crianças tinham idades entre 2 e 13 anos, disse o Observatório, apontando também que tinha uma quantidade indeterminadas de pessoas feridas.

Em entrevista à Agência Efe, o porta-voz da Defesa Civil Síria em Idleb, Mayed Khalaf, disse por telefone que as vítimas morreram por conta de um bombardeio contra sua residência na aldeia de Marat Harama, no sul da província, para onde seguiram as equipes de resgate.

O Observatório acrescentou que houve ataques aéreos semelhantes contra as localidades de Saraqueb e Al Karama; nas populações de Kansafra e Termala, no sul; e nas imediações da cidade de Jisr al Shughur e a área de Haluz.

Idleb está quase toda controlada por facções rebeldes e islâmicas, entre elas figura a organização Libertação do Levante, ex-filial síria da Al Qaeda.

A cidade geralmente é bombardeada pela aviação síria e russa, embora em algumas ocasiões houve ataques da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos contra bases do antigo ramo da Al Qaeda. EFE