Atentado com caminhão-bomba deixa mais de 40 mortos na Síria

Imagem divulgada pela Defesa Civil Síria mostra veículos em chamas no local da explosão de um caminhão-bomba na cidade de Afrin, norte da Síria, 28 de abril de 2020

Mais de 40 pessoas, incluindo civis e combatentes, morreram nesta terça-feira (28) em um atentado com um caminhão-bomba na cidade de Afin, no norte da Síria - anunciou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

A explosão deste caminhão-tanque em um mercado matou "pelo menos 46 pessoas, entre eles civis, e feriu 50", relatou o OSDH, revisando um balanço anterior.

Pelo menos seis combatentes sírios aliados da Turquia estão entre os mortos.

O ataque, que ainda não teve sua autoria reivindicada, é um dos mais mortais nos últimos meses nos territórios do norte da Síria nas mãos de rebeldes apoiados por Ancara.

O balanço do ataque pode ser revisto para cima, já que há muitos feridos em estado "crítico", afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Localizado na província de Aleppo, a região curda de Afrin foi conquistada em março de 2018 pelas forças turcas e por seus aliados rebeldes sírios, que derrotaram os curdos na área.

Metade dos 320.000 habitantes de Afrin fugiu de suas casas durante a ofensiva, de acordo com a ONU. A maioria ainda não voltou.

Pelo menos 380.000 pessoas morreram na Síria, incluindo mais de 116.000 civis, desde o início da guerra em março de 2011, segundo um relatório do OSDH.