Athletico vai ao STJD por conduta violenta de Gabigol e Arrascaeta

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol recebeu na tarde desta quinta-feira uma Notícia de Infração do Athletico Paranaense movida contra os jogadores Gabriel Barbosa, Arrascaeta e o próprio Flamengo, por condutas praticadas no primeiro duelo da Copa do Brasil.

No documento, o Athletico pede a punição de Gabi pela agressão praticada em Fernandinho, a punição de Arrascaeta por entrada violenta no adversário Erick e pede ainda a punição do clube em que os atletas são vinculados. A Notícia foi encaminhada para a Procuradoria da Justiça Desportiva, que avaliará denúncia.

Em campo o árbitro Luiz Flavio Oliveira aplicou apenas cartão amarelo aos atletas do Flamengo. Entretanto, no entendimento do Athletico, Gabriel e Arrascaeta deveriam ter sido expulsos por agressão e jogada violenta, respectivamente. Ao fim da partida, o técnico Felipão disse o mesmo.

“O quê? O Flamengo está reclamando de alguma coisa? Passa o lance do Gabigol chutando Fernandinho. Passa o lance do Arrascaeta. Vergonhoso! Era para pegar 30 dias de suspensão. Não quebrou a perna do Erick por milagre. Isso é gritinho de histeria.”

O clube paranaense pede a denúncia de Gabriel Barbosa no artigo 254-A por agressão e de Arrascaeta no artigo 254 por praticar jogada violenta. O artigo 254-A prevê suspensão mínima de quatro partidas e que pode chegar até 12 jogos, enquanto o artigo 254 a pena pode variar entre uma e seis partidas. Além disso, o Athletico pede ainda o oferecimento de denúncia contra o Flamengo nos termos do artigo 258-D, em que as penalidades de suspensão decorrentes das infrações previstas poderão vir com a aplicação de multa de até R$ 10 mil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos