Atirador morre após abrir fogo em pátio para trens na Califórnia, Estados Unidos

·1 minuto de leitura

Um atirador abriu fogo em um pátio de trens na cidade de San Jose, na Califórnia, Estados Unidos, nesta quarta-feira. O suspeito morreu no local após deixar mortos e feridos. O porta-voz da polícia do condado de Santa Clara, Russel Davis, afirmou em entrevista coletiva que ainda não pode especificar o número de vítimas ou descrever como o suspeito faleceu.

O tiroteio ocorreu no centro de controle de trânsito da Autoridade de Transporte do Vale de Santa Clara (VTA, na sigla em inglês), onde veículos são estacionados e há um pátio de manutenção. O estabelecimento fica ao lado do departamento de polícia local e de uma rodovia que leva ao aeroporto da cidade.

— Uma tragédia horrível aconteceu hoje e nossos pensamentos e amor vão para a família VTA. Faremos tudo o que pudermos para ajudar as pessoas a superar isso — disse o presidente do conselho de administração da companhia, Glenn Hendricks.

Michael Hawkins disse ao The Mercury News que a mãe, Rochelle Hawkins, funcionária da empresa, havia ligado para ele usando o telefone de um colega para avisar que estava bem.

— Quando o tiroteio começou, ela desceu com o resto de seus colegas de trabalho e deixou cair o celular. Ela não viu o atirador e não tinha certeza de quão perto esteve dele — contou.

Autoridades foram chamadas por volta de 6h30 no horário local e informaram que a ocorrência havia chegado ao fim mais de uma hora depois. O prefeito de San Jose, Sam Licardo, foi ao local e lamentou o “dia horrível para nossa cidade”. O governador da Califórnia, Gavin Newsom, informou que também está monitorando a situação.