Atividade de serviços da China cai em contração em agosto, mostra PMI do Caixin

·1 minuto de leitura
Restaurante em Pequim

PEQUIM (Reuters) - A atividade do setor de serviços da China caiu em contração em agosto, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI) do Caixin/Markit, conforme as restrições para conter a variante Delta do coronavírus ameaçam prejudicar a recuperação da economia do país.

O PMI de serviços do Caixin/Markit caiu a 46,7 em agosto de 54,9 em julho, chegando ao nível mais baixo desde a primeira onda da pandemia em abril de 2020. A marca de 50 separa crescimento de contração.

A leitura da pesquisa privada, que foca mais em empresas menores, segue o que mostrou a pesquisa oficial.

O setor de serviços da China foi mais lento em se recuperar da pandemia do que a indústria, mas vinha sendo ajudado por uma melhora gradual no consumo nos últimos meses.

Embora pareça que o país tenha conseguido conter os surtos da variante Delta, ela levou autoridades a adotar medidas de contenção, afetando especialmente os setores de hotelaria, transporte, hotéis e entretenimento.

"Os custos de serviços ainda estão sob pressão em meio a elevados custos de mão de obra e transporte em meio ao ressurgimento da Covid-19", disse Wang Zhe, economista sênior do Caixin Insight Group.

Os subíndices de novos negócios, preços cobrados e emprego mostraram contração em agosto na pesquisa do Caixin. Os novos negócios de exportação subiram.

O PMI Composto do Caixin, que inclui tanto serviços quanto a indústria, caiu a 47,2 em agosto de 53,1 em julho.

(Reportagem de Gabriel Crossley)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos