Atividades da Samarco em Minas são suspensas após catástrofe ambiental

Vista aérea da destruição após enxurradam em Bento Rodrigues, no dia 6 de novembro de 2015

Todas as atividades da mineradora Samarco foram suspensas no estado de Minas Gerais, após a enxurrada que soterrou Bento Rodrigues, distrito de Mariana, e deixou pelo menos quatro mortos e cerca de 20 desaparecidos, informou o governo do estado à AFP nesta segunda-feira.

De propriedade, em partes iguais, da australiana BHP Billiton e da brasileira Vale, a Samarco, décima exportadora do Brasil, "só poderá retomar as atividades depois da investigação e da adoção de medidas de reparação aos danos provocados", informou uma porta-voz da secretaria de Meio Ambiente do governo mineiro.

Devido à gravidade do acidente e à necessidade de investigar os riscos para a população e o meio ambiente, o governo do estado adotou o embargo na sexta-feira em caráter de urgência, sem necessidade de justificá-lo, acrescentou.

"A Samarco só está autorizada a desenvolver ações de emergência, ou seja, aquelas destinadas a minimizar o impacto da ruptura das barragens e prevenir novos danos", informou a secretaria de Meio Ambiente em um comunicado.

A enxurrada de lama de cor ocre, misturada com rejeitos de minério de ferro, que arrasou na quinta-feira a pequena Bento Rodrigues, de 620 habitantes, deixou quatro mortos e 20 desaparecidos, informou à AFP o major Rubem da Cruz, do Corpo de Bombeiros do estado de Minas. O total de desalojados supera 600 pessoas.

- Salário mínimo -

A justiça de Minas Gerais recomendou nesta segunda-feira que a Samarco pague um salário mínimo por mês a cada família que ficou sem casa, fixe um prazo para transferir os desabrigados de hotéis a casas e apartamentos e estabeleça um plano de indenização para que "as vítimas possam levar adiante suas vidas" (comprar uma casa, dar-lhes uma indenização importante em dinheiro).

"Tentamos resolver tudo isto sem entrar na justiça", mas "se a Samarco não cumprir nossa recomendação, vamos fazê-lo para que esta determine o cumprimento destas medidas", disse à AFP o procurador de Mariana, Guilherme de Sá Meneghuin.

O instituto do Meio Ambiente do governo do Espírito Santo, estado litorâneo aonde chegará a lama, reivindica que a empresa assuma os impactos ambientais e que, além de monitorar a qualidade da água no Rio Doce, distribua água potável entre a população afetada.

O presidente da BHP Billinton, Andrew Mackenzie, a maior mineradora do mundo, anunciou que tem previsto visitar esta semana o pouco que restou do povoado devastado.

"Nossa prioridade número um é assistir a Samarco em uma resposta segura e efetiva para esta terrível tragédia", disse Mackenzie.

Porta-vozes da Samarco não deram detalhes sobre a visita de Mackenzie. O presidente da Samarco, Ricardo Vescovi, visitou em seguida o local do acidente e deu uma coletiva de imprensa, mas o presidente da Vale não o fez.

A presidente Dilma Rousseff, cuja popularidade está em apenas 9%, enviou ao local uma comitiva presidencial.

- Responsabilidades -

As ações da BHP caíram mais de 5% nesta segunda-feira, seu menor nível em sete anos na Bolsa de Londres por causa do acidente, enquanto os papéis da Vale, que tinham desabado na sexta-feira na Bolsa de São Paulo, recuaram pouco mais de 1% nesta segunda.

A Samarco, no entanto, representa uma pequena parcela do total de exploração da BHP no exercício de 2015. Embora o impacto na anglo-australiana não seja enorme de imediato, poderia sê-lo se houver julgamentos por negligência, avaliou em Londres Simon Davis, analista da corretora da bolsa Canaccord Gunuity.

Analistas do Deustche Bank vaticinaram que "a Samarco poderia ficar fechada durante anos e o custo da limpeza poderia superar um bilhão de dólares".

Um pequeno grupo de sobreviventes se manifestou nesta segunda-feira contra a Samarco e a Vale em frente à prefeitura de Mariana, a 23 km de Bento Rodrigues, gritando que era "uma tragédia anunciada".

A Samarco iniciou uma investigação e anunciou que contratará auditores externos para determinar a causa do acidente. Leves tremores registrados antes da ruptura das barragens também serão considerados dentro das possíveis causas.

O plano de emergência da Samarco não incluía uma sirene para ordenar a evacuação do povoado caso um acidente deste tipo, mas a lei tampouco o exige. A empresa optou por telefonar para a Defesa Civil, para algumas famílias e líderes comunitários.

"Isto que estamos vivendo vai nos trazer muitas lições, pode ser melhorado", admitiu o presidente da Samarco.

A enxurrada de lama e rejeitos de minério de ferro já avançou 400 km e ameaça o abastecimento de água de várias regiões.

As primeiras análises da bacia do Rio Doce, que abastece uma dezena de cidades, mostram níveis de turbidez e condutividade elétrica superiores ao limite legal, informou uma porta-voz da secretaria de Meio Ambiente do estado.

As análises sobre toxicidade de metais ficarão prontas na terça-feira, acrescentou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos