Ativista Greta Thunberg não estará na conferência da ONU sobre o clima na Escócia

·1 minuto de leitura
Ativista Greta Thunberg

ESTOCOLMO (Reuters) - A ativista Greta Thunberg disse que não comparecerá à conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o clima a ser realizada na Escócia em novembro porque as preocupações a respeito da desigualdade de acesso a vacinas contra a Covid-19 impedirão muitos países de participar.

"A desigualdade e injustiça climática já está no centro da crise climática", disse Thunberg, de 18 anos, no Twitter.

"Se as pessoas não podem ser vacinadas e viajar para ser representadas igualmente, é antidemocrático e pioraria o problema."

Thunberg criticou nações que disse não estarem dispostas a compartilhar vacinas com aquelas que têm pouco acesso aos imunizantes.

"É claro que eu adoraria comparecer à #COP26 de Glasgow", tuitou. "Mas somente se todos puderem participar nos mesmos termos. Neste momento, muitos países estão vacinando jovens saudáveis, muitas vezes à custa de grupos de risco e profissionais da linha de frente (principalmente no sul global, como sempre...)."

Ela se referia a África, América Latina, Caribe, ilhas do Pacífico e países em desenvolvimento da Ásia e do Oriente Médio.

Falando à BBC para uma série documental, Thunberg disse que a conferência de Glasgow, marcada para 11 e 12 de novembro, deveria ser adiada.

A reunião, conhecida formalmente como Conferência das Partes das Nações Unidas sobre a Mudança Climática, já foi adiada em um ano devido à pandemia mundial.

(Por Simon Johnson)