Ativista pró-aborto acorrenta-se à vedação do Supremo Tribunal de Justiça norte-americano

Um ativista pró-aborto, Guido Reichstadter, foi preso esta segunda-feira depois de se acorrentar à vedação do Supremo Tribunal de Justiça dos Estados Unidos, em Washington, em protesto contra o anulamento de uma decisão histórica de 1973 que reconheceu o direito constitucional das mulheres ao aborto. A confirmar-se, o anulamento deitará por terra o caso que ficou conhecido como Roe vs. Wade.

O ativista foi interpelado por um grupo de manifestantes anti-aborto.

A decisão sobre o direito constitucional ao aborto nos Estados Unidos está prevista para o final de junho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos