Ativistas temem impacto negativo do processo de Johnny Depp no futuro dos processos de violência doméstica

O processo de difamação entre Amber Heard e Johnny Depp, nos Estados Unidos, e a transmissão das sessões na televisão terá um impacto "potencialmente catastrófico" para as vítimas de violência doméstica, dizem organizações de defesa das mulheres. As seis semanas de processo no tribunal de Fairfax, perto de Washington, se transformaram em um grande desabafo sobre a vida privada do casal de estrelas de Hollywood que se acusavam de violência.

Na quarta-feira (1), os jurados decidiram a favor do ator e condenaram a atriz, de 36 anos, a pagar pouco mais de US$ 10 milhões em danos for ter difamado o seu ex-marido ao descrever "uma personalidade que representa a violência doméstica", em uma coluna publicada em 2018, sem que o nome de Johnny Depp tenha sido mencionado.

Dawn Ruges, uma psicóloga que examinou atriz disse, em testemunho, que ela relatou ter sido abusada em diversas ocasiões. O ex-casal lutava na Justiça desde 2016, com acusações de ambos os lados. Ruges testemunhou que a atriz sofre com transtorno de estresse pós-traumático por conta dos abusos físicos e sexuais de Depp. A psicóloga afirmou que o ator tentou procurar cocaína dentro da vagina da atriz, durante uma briga em que ele pensou que ela havia escondido a droga. Em outra ocasião, ele a teria penetrado com uma garrafa.

Os advogados de Depp encerraram suas argumentações depois de dizerem que Heard caluniou o astro quando ela alegou ter sido vítima de violência doméstica. O divórcio do casal foi finalizado em 2017, após menos de dois anos de casamento.

O júri, no entanto, foi instruído a não ler sobre o caso na internet. Porém, os integrantes não estavam isolados e puderam manter seus celulares.


Leia mais

Leia também:
O ator Gérard Depardieu é indiciado por estupro e agressão sexual na França
Adiado julgamento de participante de Big Brother espanhol acusado de agressão sexual; caso gerou fim do reality no país
#MeTooGay: rapaz acusa vereador francês de agressão sexual e lança debate na França

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos