Atlético-MG aceita vacinas contra Covid-19 da Conmebol e programa imunização de atletas

·1 minuto de leitura

O Atlético-MG anunciou nesta sexta-feira, que aceitou as vacinas contra Covid-19 oferecidas pela Conmebol. A delegação vai tomar a primeira dose no Paraguai, país onde fica a sede da entidade, e que o Galo jogará pela Libertadores na próxima quarta-feira, 19, contra o Cerro Porteño.

O comunicado destaca que o protocolo foi elaborado em conjunto com a CBF através do médico Rodrigo Lasmar e o coordenador médico da CBF, Jorge Pagura.

“As vacinas são exclusivamente destinadas aos clubes que disputam as competições da Conmebol. Não há motivo para não aproveitar esta oportunidade”, afirmou o presidente do Galo, Sérgio Coelho, em nota divulgada pelo clube.

A vacinação faz parte de um planejamento da Conmebol de vacinar contra a Covid-19 as equipes e seleções que estão envolvidas em competições da entidade. A medida vem causando polêmica, sobretudo pela escassez de vacinas no Brasil.

O Atlético-GO foi o primeiro clube brasileiro a vacinar sua delegação, aproveitando a estadia no Paraguai para a disputa da Copa Sul-americana.

A Conmebol recebeu uma doação de 50 mil doses da vacina, através do laboratório chinês Sinovac.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos