AtlasIntel mostra Lula com 9,8 pontos de vantagem sobre Bolsonaro no 1º turno

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Por Eduardo Simões e Flavia Marreiro

SÃO PAULO (Reuters) - Pesquisa do instituto AtlasIntel divulgada nesta terça-feira apontou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 9,8 pontos de vantagem sobre o atual mandatário Jair Bolsonaro (PL) no primeiro turno da eleição presidencial, marcado para 2 de outubro, ante uma dianteira de 8,4 pontos percentuais na pesquisa anterior do instituto, no mês passado.

De acordo com o levantamento, encomendado pela consultoria política Arko Advice, o petista aparece com 48,4% das intenções de voto, ante 46,7% na sondagem anterior do instituto, ao passo que o candidato à reeleição soma 38,6%, contra 38,3% em agosto.

Ciro Gomes (PDT) soma 6,3%, ante 6,4%, e Simone Tebet (MDB) tem 4%, ante 3,6% na sondagem anterior. A soma dos demais candidatos é de 1,8% com nenhum deles chegando a 1%. Brancos, nulos e indecisos somam 1%.

A pesquisa AtlasIntel, que recruta entrevistados pela internet, tem margem de erro de 1 ponto percentual.

Ainda de acordo com o instituto, Lula venceria Bolsonaro em um eventual segundo turno por 53,1% a 41,4%. No mês passado, o placar favorável ao petista era de 51,8% a 40,8%.

Segundo o CEO da AtlasIntel, Andrei Roman, o quadro da disputa presidencial é de estabilidade, com alto grau de definição de votos, e sinais de que o chamado voto útil, quando um eleitor escolhe o candidato para derrotar o outro, tem acontecido.

"O movimento de voto útil por parte dos eleitores de centro já parece estar refletido nos resultados, visto que Simone Tebet e Ciro Gomes não conseguem subir nem depois da intensificação das campanhas", avaliou.

"Pela frente, é plausível que qualquer movimento relevante seja mais por conta de erros, ataques ou fatos novos que em decorrência da exposição natural dos candidatos durante a campanha", acrescentou.

Lula tem feito acenos ao voto útil na tentativa de liquidar a fatura no primeiro turno, em 2 de outubro, evitando assim uma segunda rodada de votação no dia 30 do mesmo mês. Pelos dados do AtlasIntel, o petista não tem mais da metade dos votos válidos, necessários para se eleger em primeiro turno, mas levantamento do Ipec divulgado na segunda-feira o colocou nesta posição.

O levantamento do AtlasIntel também perguntou sobre a avaliação do governo Bolsonaro e 51,8% disseram avaliar a gestão como ruim ou péssima, ante 53,9% no mês passado, ao passo que 28,6% a enxergam como ótima ou boa, contra 29,9% antes, e 18,9% a veem como regular, ante 15,3%.

Além disso, 55,8% desaprovam o desempenho de Bolsonaro na Presidência, ante 56,5% em agosto, enquanto 40% aprovam, contra 39,5%.

Para a pesquisa encomendada pela Arko Advice, a AtlasIntel entrevistou 7.514 pessoas online entre os dias 16 e 20 de setembro.