Atleta do Corinthians esteve no grupo que entregou faixa à Lula

Menino de 10 anos é uma das promessas natação brasileira

Francisco Carlos do Nascimento e Silva esteve ao lado de Lula durante a cerimônia de posse realizada no domingo (1). Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images
Francisco Carlos do Nascimento e Silva esteve ao lado de Lula durante a cerimônia de posse realizada no domingo (1). Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images

A posse do presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) teve um momento inovador. Sem a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) quanto o ex-vice Hamilton Mourão, que se recusaram a participar da cerimônia, um grupo de pessoas da sociedade civil ficou responsável por passar a faixa ao agora presidente empossado.

Um dos que mais chamou atenção nesse momento foi o menino negro, Francisco Carlos do Nascimento e Silva, de 10 anos. E pode anotar esse nome pois ele tem tudo para ser um grande nome do esporte brasileiro já nos próximos anos.

Leia também:

O garoto que mora em Itaquera, na zona Leste de São Paulo, de acordo com as informações do cerimonial, não é “apenas” um torcedor do Corinthians como o presidente Lula. Ele também defende o tradicional clube de futebol, mas não brilha nos gramados e sim nas piscinas, onde é uma das promessas da natação de São Paulo.

No ano encerrado no último sábado, Francisco ficou com o título do Circuito Mirim da 1ª Região de São Paulo tanto no primeiro quanto no segundo semestre, onde competiu com outros 500 jovens atletas.

Vale lembrar que as competições de natação disputadas no estado de São Paulo são divididas por regiões, sendo a 1ª Região a área que engloba competidores de diversos clubes da capital.

Segundo o jornalista Demétrio Vecchioli, do portal Uol, a premiação da categoria Mirim é dada ao atleta que mais soma pontos entre todas as provas, em todos os estilos, visando desincentivar a especialização precoce e assim promover um carinho pela modalidade.

Em 2023, o menino Francisco vai disputar provas na categoria Petiz 1, que confronta atletas de 11 e 12 anos.