Atleta de judô faz vaquinha para ir aos Jogos Pan-Americanos no Panamá

Convocada pela Seleção Brasileira de Judô para participar dos Jogos Pan-Americano, no Panamá, categorias sub-13 e sub-15, Clarisse Vallim, de 12 anos, está contando com a ajuda de uma vaquinha virtual para conseguir pisar no tatame nos próximos dias 23 e 27. O objetivo da atleta, moradora de São Cristóvão, é arrecadar R$ 6.800 em doações pelo site vakinha.com.br/3239737, para arcar com os custos de passagem aérea, hospedagem e alimentação.

De graça: Escolinha oferece aulas de vôlei de praia para estudantes de escolas públicas

Aos 60: Aos 60 anos, professor se torna mestre de krav magá

— Estou correndo contra o tempo para arrecadar o dinheiro deque preciso para a viagem. Atualmente, estou entre as melhores judocas do Brasil na classe sub-13 + 60 quilos, e será um sonho representar o Brasil numa competição internacional — diz a menina, que conta com o incentivo do pai, Deivim Vallim, e da madrasta, Patrícia Caltabiano.

Professor de judô de Clarisse, Cláudio Carelli é só elogios para a menina:

— Ela tem atitudes, comportamentos e posicionamentos de uma verdadeira campeã. Não se surpreendam se ela voltar do Pan com medalha, possivelmente de ouro. Esta campanha que estamos realizando, que vai até o próximo dia 18, é para bancar a primeira experiência internacional dela. Clarisse tem tudo para disputar os Jogos Olímpicos no futuro.

Clarisse é atleta desde os 5 anos e, em 2020, entrou para o projeto socioesportivo Samurais do Morro, em Benfica, que tem como fundadores Carelli, Alessandro Bragança, Renan Pint e Fabio Lacerda. O projeto é voltado para crianças e adolescentes que queiram praticar judô.

SIGA O GLOBO BAIRROS NO TWITTER (OGLOBO_BAIRROS)