Atlético-MG confia em shopping para sanar dívida de R$ 550 mi

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Atlético-MG estuda vender outra parte do Diamond Mall para sanar parte das dívidas que tem.
Atlético-MG estuda vender outra parte do Diamond Mall para sanar parte das dívidas que tem. Foto: (Pedro Vilela/Getty Images)

Apesar do superávit apresentado pelo balanço financeiro de 2021, a torcida e a gestão do Atlético Mineiro não têm tantos motivos para comemorarem as questões extracampo. Uma dívida bilionária, que tem 38% de parte onerosa (juros, multas e encargos), faz com que a diretoria do Galo considere vender os 49,9% restantes que o clube tem do Diamond Mall, shopping que é localizado ao lado de sua sede e teve os outros 50,1% vendidos em 2017 para a construção da Arena MRV.

Para que a venda possa começar a ser realizada, com todos os seus processos legais, é necessário que o Conselho Deliberativo do Atlético Mineiro aprecie o tema, assim como ocorreu há cinco anos. Será marcada uma nova reunião do Conselho, mas ainda sem data estipulada para o debate e votação.

Leia também:

Avaliado em R$ 728 milhões no fim do ano passado, considerando o Método de Capitalização de Renda e com laudo assinado pela empresa COLLIERS INTERNACIONAL DO BRASIL, o Diamond Mall ainda teve incremento de R$ 8 milhões em seu valor para o ano de 2022. Os 49,9% que o Atlético Mineiro possui, portanto, seriam equivalentes a R$ 363 milhões. Este valor representa pouco mais de 30% da dívida total do clube, avaliada em R$ 1,18 bilhão no fim do último mês.

Rafael Menin, vice-presidente do Conselho Deliberativo, comentou sobre o caso: "Qual a solução mais rápida? Alienar o Diamond Mall. A gente acha que entre o valor da venda, renegociação com credores, juros que não serão mais pagos, é um valor muito expressivo. Se tirarmos os juros, estamos falando em algo próximo a R$ 400 milhões. O que a gente brinca aqui é que a venda do Diamond Mall permitirá que o Atlético possa ter três, quatro, cinco jogadores, do quilate de um Hulk. Hoje a gente paga ao banco o que poderíamos pagar de reforço para o nosso elenco. O clube fechou ano passado meio que no zero a zero. Se tivesse R$ 87 milhões a mais em investimentos do futebol, isso se traduziriam em atletas de altíssimo padrão esportivo",

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos