Atlético se posiciona sobre insultos racistas contra Vinicius Jr.

Torcedores do Atlético de Madrid protagonizaram cenas lamentáveis durante dérbi da capital espanhola. Foto: Pablo Garcia/DAX Images/NurPhoto via Getty Images
Torcedores do Atlético de Madrid protagonizaram cenas lamentáveis durante dérbi da capital espanhola. Foto: Pablo Garcia/DAX Images/NurPhoto via Getty Images

O Atlético de Madrid emitiu uma dura declaração após o ocorrido no dérbi contra o Real Madrid, no último domingo (18), onde promete punir os insultos racistas ocorridos nas proximidades do estádio Cívitas Metropolitano e indica que expulsará do clube os membros que cometeram esses atos.

Torcedores do Atlético puderam ser ouvidos cantando “Vinicius, você é um macaco, você é um macaco” em um vídeo publicado nas redes sociais pela rádio Cope minutos antes do jogo vencido pelos merengues por 2 a 1.

Leia também:

A imprensa espanhola também relatou gritos de “Vinicius, morra” que foram ouvidos durante todo o jogo.

Mandante da partida, o Atlético de Madrid não se posicionou imediatamente sobre o caso, mas fez uma publicação em seu Twitter oficial: “Apoie o Atleti com paixão e respeito pelos adversários”.

Agora, dois dias depois da partida, os colchoneros se posicionaram duramente contra os responsáveis pelos gritos e prometeram punição exemplar.

Confira o comunicado do Atlético de Madrid

O Atlético de Madrid condena veementemente os cantos inadmissíveis que uma minoria de torcedores fez fora do estádio antes do clássico. O racismo é um dos maiores flagelos da nossa sociedade e infelizmente o mundo do futebol e os clubes não estão isentos da sua presença. Nosso clube sempre se caracterizou por ser um espaço aberto e inclusivo para torcedores de diferentes nacionalidades, culturas, raças e classes sociais e poucos não conseguem manchar a imagem de milhares e milhares de atletas que apoiam seu time com paixão e respeito ao rival.

Esses cantos nos causam uma enorme rejeição e indignação e não permitiremos que nenhum indivíduo se esconda atrás de nossas cores para proferir insultos racistas ou xenófobos. No Atlético de Madrid temos tolerância zero ao racismo, o nosso empenho na luta contra este flagelo social é total e não vamos parar até o eliminarmos. Para isso entramos em contato com as autoridades para oferecer nossa máxima colaboração na investigação dos eventos ocorridos fora do estádio e exigir a identificação das pessoas que participaram para proceder à expulsão imediata daqueles que são sócios do clube.

Queremos também convidar todos os profissionais ligados ao mundo do futebol a fazer uma profunda reflexão. Deixando claro mais uma vez nossa mais forte condenação a esses eventos, que não têm a menor justificativa, acreditamos que o que aconteceu nos dias que antecederam o dérbi é inadmissível. Pede-se aos torcedores sanidade e racionalidade e, no entanto, profissionais de diversas áreas geraram uma campanha artificial durante a semana, acendendo o estopim da polêmica sem medir o impacto de suas ações e manifestações.

A dor que a família vermelha e branca sente por este evento é enorme. Não podemos permitir que alguém associe nossos fãs a esse tipo de comportamento e questione nossos valores por causa de uma minoria que não nos representa. Nossa decisão é firme e retumbante e não vamos parar até expulsá-los da família vermelha e branca porque eles não podem fazer parte dela.