Ato do MBL contra Bolsonaro divide oposição; saiba quem vai e quem não vai

·2 minuto de leitura
  • Neste domingo, atos contra Bolsonaro unirão pela primeira setores da esquerda, do centro e da direita

  • PT e PSOL não irão ao protesto em função da liderança do MBL e do mote "nem Lula, nem Bolsonaro"

  • Ciro Gomes, Orlando Silva e Isa Penna participarão das manifestações

Neste domingo (12), atos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) unirão, pela primeira vez desde a eleição de 2018, setores da esquerda, do centro e da direita, liderada pelo MBL (Movimento Brasil Livre), que rompeu com o governo. A adesão aos protestos, porém, dividiu a oposição incomodada com o mote "nem Lula, nem Bolsonaro", alterado pelos organizadores para focar apenas no impeachment do chefe do Executivo.

PT e PSOL não estarão nos atos deste domingo, incomodados pelas mentiras compartilhadas pelo MBL sobre o ex-presidente Lula e a vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018.

A exceção foi a deputada estadual Isa Penna (PSOL-SP), que decidiu ir às ruas pelo "Fora, Bolsonaro". Em suas redes sociais, a parlamentar ganhou apoio, mas também recebeu muitas críticas e mensagens de cunho machista de supostos militantes de esquerda.

Dos principais partidos de esquerda, PCdoB, representado pelo deputado federal Orlando Silva, e PDT, capitaneado por Ciro Gomes, anunciaram adesão ao protesto convocado pelo MBL, que aliás já chamado de "facção criminosa" pelo presidenciável cearense.

Movimentos sociais como Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Coalizão Negra por Direitos, Uneafro, Central dos Movimentos Populares (CMP), entre outros, anunciaram que não estarão na Avenida Paulista, diferentemente das centrais sindicais Força Sindical, UGT, CSB e Nova Central.

Partidos de oposição sugerem convocar um ato contra Bolsonaro para 2 de outubro, desta vez com a presença do PT e das principais lideranças de esquerda.

Além de Ciro Gomes, Isa Penna e Orlando Silva, os deputados federais Alessandro Molon (PSB-RJ), Alexandre Frota (PSDB-SP), Tabata Amaral (PDT-SP), Joice Hasselmann (PSL-SP), André Janones (Avante-MG) e Marcelo Van Hattem (Novo-RS) confirmaram presença.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos