Ato no Rio contra Bolsonaro enche e ocupa avenida, mas ainda com buracos

·1 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Manifestantes que se reuniam desde as 10h deste domingo (3) no monumento Zumbi dos Palmares, no centro do Rio de Janeiro, passaram a andar e ocupar três das quatro vias da avenida Presidente Vargas. O ato vai enchendo, mas ainda com "buracos" e menos gente do que no último dia 19.

Em clima tranquilo, eles cantam "Fora Bolsonaro", "Marielle presente" e outros gritos de ordem em coro. Participam partidos como PT e PCO, além de movimentos como a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e Coalizão Negra por Direitos. A maioria das pessoas usa máscara, mas é menor a parcela dos que usam a proteção PFF2, que era citada na convocação do último ato.

Também são muitas as referências a Lula e as bandeiras do arco-íris símbolos da população LGBTQIA+.

Camisetas do Lula

Ambulante vende camiseta com foto do o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em protesto no centro do Rio de Janeiro contra Jair Bolsonaro (sem partido).

Os manifestantes também levaram um boneco inflável de Lula, usando máscara de proteção.

Pelo terceiro mês seguido, grupos de oposição a Bolsonaro vão às ruas neste sábado (3).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos