Ator mirim de 'Pantanal' tem recuperação total quatro meses após atropelamento: 'Venceu batalha'

O ator mirim Gustavo Corasini, que interpretou o personagem Tadeu (papel que posteriormente foi assumido por José Loreto) na primeira fase da novela "Pantanal", recebeu o aviso de que está "100% recuperado", como relataram médicos, nesta sexta-feira (6), quatro meses após sofrer um grave acidente em São Paulo. Vítima de um atropelamento ao lado de Eduardo Souza, amigo da mesma idade que não resistiu aos ferimentos e morreu, o menino de 12 anos vinha realizando um acompanhamento clínico regular num hospital, desde agosto do último ano, quando o ocorreu o acidente.

Luana Piovani x Pedro Scooby: Divulgação de conversas privadas pode levar à prisão? Entenda

007: Herói de 'Vingadores', namorado de 'Emily in Paris', duque de 'Bridgerton': saiba quais atores estão cotados para viver James Bond

"Gustavo venceu a batalha. A partir de hoje, iremos virar essa página e uma linda história de vitórias e conquistas começará a ser escrita", celebrou Fernanda Corasini, mãe do jovem, por meio do Instagram. "Tudo aquilo que passamos ficará nas lembranças e tudo o que aprendemos nos tornará ainda mais fortes, confiantes e gratos", acrescentou ela.

Na última sexta-feira (6), Gustavo realizou um exame de raio-x para averiguar o estado de todos os membros em que sofreu fraturas. E os médicos ressaltaram que ele já está totalmente recuperado, com todos os ossos consolidados. E sem quaisquer sequelas. "As fisioterapias ainda continuam para fortalecimento. Em breve, com certeza também teremos alta", informou a mãe do jovem, por meio das redes sociais.

— Ele está super bem. Graças a Deus, já está andando bem, e a reabilitação foi muito boa e bem rápida. Com um mês de fisioterapia, ele já estava conseguindo andar — relatou Fernanda, ao GLOBO. — Demorou um pouco mais o braço, já que houve o descolamento do osso nesse membro. Mas ele já está conseguindo escrever normalmente. Temos só gratidão pela recuperação dele .

Relembre o caso

Gustavo Corasini e o amigo Eduardo Souza foram atropelados no dia 23 de agosto de 2022 enquanto enfeitavam a rua do condomínio onde moravam com bandeirinhas para a Copa do Mundo. Os adolescentes foram atingidos por uma vizinha que dava marcha à ré no carro.

Segundo relatos confirmados pela própria assessoria do ator mirim à época, a motorista foi abrir passagem para uma ambulância, chamada para socorrer um pedreiro que se feriu numa obra na vizinhança, mas perdeu o controle do veículo e prensou as crianças contra a parede. Eduardo não resistiu aos ferimentos e morreu. Gustavo permaneceu internado por dez dias e precisou realizar tratamento para reabilitação motora para voltar a andar e restabelecer os movimentos do corpo.

"Considerava ele como um irmão. Eu gostava muito dele, era um ótimo amigo, irmão, filho, ... Ele vai deixar saudade, mas sei que ele agora está num lugar melhor e que vai ficar tudo bem", afirmou Gustavo, ao falar sobre o amigo, em entrevista ao "Fantástico" veiculada pela TV Globo em setembro.

Devido ao acidente, Gustavo quebrou o braço, a perna e fraturou a bacia. Ele precisou passar por cirurgias e recebeu assistência psicológica no período em que esteve internado. Antes de "Pantanal", Gustavo havia participado de produções na TV como a novela "Gênesis", da Record, e a série "O escolhido", da Netflix, além de peças publicitárias. Ele também está no elenco de "Rota 66", série do Globoplay inspirada no livro homônimo do jornalista Caco Barcellos.