Ator Morgan Freeman entrevista Evo Morales sobre vida política

O ator Morgan Freeman, em Beverly Hills, em 6 de fevereiro de 2017

O ator americano Morgan Freeman entrevistou nesta sábado na Bolívia o presidente Evo Morales sobre sua vida política, informou o próprio presidente, que lhe presenteou com um livro sobre a centenária reivindicação de seu país ao Chile por uma saída para o mar.

Freeman - de 79 anos e que chegou esta semana ao departamento de Santa Cruz - nas planícies da Bolívia para filmar um documentário para o National Geographic - entrevistou Morales, de origem aimara, por cerca de uma hora.

"Eu resumiria [a entrevista] em três aspectos: a vida de Evo, as lutas [dos movimentos sociais] e a gestão como presidente", afirmou o governante, que começou seu mandato em 2006 com um discurso de esquerda e anticapitalista, aproximando seu país de nações como Irã e Cuba.

O governante afirmou que foi "uma linda entrevista, com certeza será um grande documentário deste americano", e reconheceu que "me surpreendi com o pedido de Morgan Freeman" de fazer a entrevista.

Morales aproveitou o encontrou para presentear o vencedor do Oscar de 2005 por "Menina de Ouro" e protagonista de filmes como "Conduzindo Miss Daisy", "Invictus" e "O Todo Poderoso", com um exemplar do texto oficial "O livro do mar", que recolhe a história da Bolívia em sua reivindicação ao Chile por uma saída ao mar.

O jornal El Deber de Santa Cruz informou em seu site que Morgan Freeman realizou tomadas da catedral católica na Praça das Armas e que tinha previsto ir às Missões Jesuítas em Chiquitanía, patrimônio da Unesco, para seu documentário "A História de Deus".

O ator não fez declarações à imprensa local.