Paul Sorvino, de "Os Bons Companheiros", morre aos 83 anos

Ator Paul Sorvino na 11ª edição anual do Hollywood F.A.M.E. Awards no Hard Rock Cafe, Hollywood em 2017, na Califórnia. (Foto: Greg Doherty/FilmMagic)
Ator Paul Sorvino na 11ª edição anual do Hollywood F.A.M.E. Awards no Hard Rock Cafe, Hollywood em 2017, na Califórnia. (Foto: Greg Doherty/FilmMagic)

O ator Paul Sorvino, mais conhecido por interpretar o gângster Paulie Cicero no filme "Os Bons Companheiros" (1990), morreu nesta segunda-feira (25) aos 83 anos de idade.

A informação foi confirmada pela esposa do ator, Dee Dee Benkie, que anunciou a morte dele nesta segunda-feira (25) por "causas naturais". "Nossos corações estão partidos, nunca haverá outro Paul Sorvino. Ele foi o amor da minha vida e um dos maiores artistas a agraciarem as telas e os palcos", escreveu Dee Dee em comunicado para imprensa.

Paul Anthony Sorvino nasceu em 13 de abril de 1939 em Nova York e trabalhou em outras grandes produções para a TV e para os cinemas. Entre seus papéis mais conhecidos estão o secretário de estado Henry Kissinger em "Nixon" (1995) e o pai de Julieta no romance "Romeu e Julieta" (1996), de Baz Luhrmann.

O ator norte-americano estrelou "Tudo Por Dinheiro" (1997), "O Mafioso" (2011) e interpretou o policial Phil Cerretta na série "Law & Order", da NBC. Ele também dedicou parte de sua carreira aos palcos dos espetáculos da Broadway.

Paul Sorvino é pai de Mira Sorvino, que seguiu a carreira na atuação. Além da esposa e filha, o ator deixa mais dois herdeiros, Amanda e Michael, e mais cinco netos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos