Ator quase destruiu carreira ao atacar produtor com extintor de incêndio

·2 minuto de leitura
LAS VEGAS, NV - JUNE 20:  Actor Jim Belushi presents the Vezina Trophy during the 2018 NHL Awards presented by Hulu at The Joint inside the Hard Rock Hotel & Casino on June 20, 2018 in Las Vegas, Nevada.  (Photo by Ethan Miller/Getty Images)
Jim Belushi, de terno e gravata, em evento realizado em 2018 (Photo by Ethan Miller/Getty Images)

Resumo da notícia:

  • Jim Belushi, astro de "K-9: Um Policial Bom pra Cachorro" (1989), quase destruiu a carreira em um ataque de fúria

  • Em entrevista, o ator lembrou que atacou um produtor do programa Saturday Night Live com um extintor de incêndio

  • Para manter o seu emprego no humorístico, ele precisou implorar por perdão

Jim Belushi, astro de "K-9: Um Policial Bom pra Cachorro" (1989), quase destruiu a sua carreira após um ataque de fúria. Nos anos 1980, quando estrelava o tradicional humorístico Saturday Night Live, ele perdeu a cabeça e atacou o produtor do programa, Dick Ebersol, com um extintor de incêndio.

A história foi contada pelo próprio astro em entrevista recente ao site Vulture. Segundo ele, o episódio foi determinante para que ele tomasse prumo como profissional. "Muito simples: eu estava fora de controle. Foi a melhor coisa que já me aconteceu. Eu estava fora de mim. Eu havia jogado um extintor de incêndio no Dick Ebersol, num ataque histérico", contou ele.

Leia também:

"O 'Saturday Night Live' é a coisa mais difícil que já fiz, e isso inclui divórcio", prosseguiu o artista, que já se separou duas vezes: de Sandra Davenport em 1988 e de Marjorie Bransfield em 1992. Para não ser demitido do programa, Belushi precisou implorar pelo perdão de Ebersol. "Eu sobrevivi, mas por pouco", lembrou.

"Voltei para [Ebersol] com o rabo entre as pernas. Abandonei o ego, fiquei humilde. Parei de beber pelo resto da temporada", disse o ator, que fez parte do elenco da atração de 1983 a 1985. "Dick me colocou no meu lugar, com razão, e teve a coragem de fazê-lo. Eu voltei; implorei perdão e ele me colocou em liberdade condicional."

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Minha esposa [Sandra Davenport] me disse na época: 'Você prospera na liberdade condicional. Você esteve em liberdade condicional do primeiro ao último ano do ensino médio. Você opera melhor com limites”, completou o ator, hoje aos 67 anos e empreendedor do campo da maconha.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos