Ator que viveu Pelé no cinema, Leonardo Lima, de 'Todas as flores', descobriu carreira com o Rei: 'Ativou minha veia artística'

No ar atualmente como o Celinho da novela "Todas as flores", o ator Leonardo Lima Carvalho descobriu a sua vocação como ator ao interpretar Pelé, que morreu nesta quinta-feira, no filme "Pelé: O nascimento de uma lenda", de 2016. Na época com 10 anos, ele foi visto por uma produtora de elenco em uma escolinha de futebol de Itaipuaçu, bairro do município de Maricá, no estado do Rio de Janeiro. Ele nunca tinha atuado e nem estudado teatro ainda.

— Nem passava pela minha cabeça atuar. Nunca tinha pensado em fazer teatro. Foi muito por acaso — conta Leonardo em entrevista ao EXTRA, que completa: agradeço por ter me mostrado um outro caminho, se não tivesse feito esse filme, nunca iria me atentar para as artes. Sempre seria aquela coisa de que eu gosto tanto de ver filme, série, novela e só. Ativou uma veia artística em mim.

Depois do filme, Leonardo voltou a jogar futebol e ainda achava que seria jogador, imaginando que o longa poderia ser visto por um clube que o chamasse para jogar. No ano seguinte, por acaso novamente, um produtor perguntou sobre uma locação ao seu pai, que é guarda municipal. Ele procurava um ator mirim no perfil de Leonardo para um curta-metragem, quando o pai sugeriu o nome do menino.

Dali, ele foi indicado para a novela "Totalmente demais" e depois atuou ainda na série de humor "Mister Brau", ambos da Globo.

Durante as gravações do filme sobre o Rei do Futebol, Leonardo conheceu Pelé, que fez questão de encontrar com a equipe. Ele guarda esse momento na memória.

— Ele já me deu um abraço e olhou para mim, já caracterizado. Lembro que ele disse: "Ué, eu não era tão bonito assim quando criança" (risos) — recorda ele, que lembra mais: — Abracei ele forte e ele me abraçou de volta. Fomos para uma sala, tiramos fotos. Fiquei rindo abobalhado com a situação. Não conseguia falar nada, não saia nada da minha boca. Mas ainda não tinha dimensão do que era aquilo.