Atos contra Bolsonaro começam no Rio e em outras capitais; acompanhe

·2 minuto de leitura
Ato contra o presidente Jair Bolsonaro em Belo Horizonte
Ato contra o presidente Jair Bolsonaro em Belo Horizonte
  • Atos contra Jair Bolsonaro tiveram início em pelo menos cinco capitais na manhã deste domingo (12)

  • No Rio de Janeiro, a manifestação se concentrou no Posto 5 da Praia de Copacabana

  • Organizado pelo MBL, o protesto ganhou adesão de partidos de centro e de esquerda

Atos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tiveram início em pelo menos seis capitais na manhã deste domingo (12). No Rio de Janeiro, a manifestação se concentrou no Posto 5 da Praia de Copacabana. Segundo a organização, também houve mobilizações em Belo Horizonte, Recife, São Luís, Manaus e Vitória. Em São Paulo, o protesto começará às 14h na Avenida Paulista. 

O ato foi organizado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo Movimento Vem Pra Rua, ambas entidades de direita. Entretanto, partidos de centro e de esquerda aderiram ao protesto pelo impeachment do presidente. No mesmo local, foi possível ver bandeiras do PCdoB e do PDT, de esquerda, além do partido Novo e do movimento Livres, ambos de direita.

Leia também

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em Copacabana, os manifestantes gritam palavras de ordem, pedem vacina contra a Covid para todos e também o impeachment de Bolsonaro. Alguns eleitores seguraram a faixa "Nem Lula Nem Bolsonaro", primeiro mote do protesto. Para se concentrar apenas na destituição do presidente e para ganhar adesão de representantes de esquerda, o nome do líder petista foi retirado.

O ato não prejudicou o trânsito na Avenida Atlântica, pois a via é utilizada como área de lazer aos domingos e fica interditada ao tráfego. Agentes da Polícia Militar acompanham o ato.

Em Belo Horizonte, os manifestantes se vestiram de branco, como foi pedido pela organização do ato. Bandeiras do PT, legenda que decidiu não participar dos protestos, puderam ser vistas na concentração do público, na Praça da Liberdade.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na Avenida Paulista, os principais líderes do MBL se reuniram para um aquecimento horas antes do início da manifestação contra Bolsonaro. Nas próximas horas, também ocorrerão atos em Brasília, Fortaleza, Belém, Florianópolis, Goiânia, Teresina, João Pessoa, Porto Alegre, Curitiba e Palmas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos