Atriz desde criança, Polliana Aleixo diz que as pessoas ficam confusas com ela adulta: ‘Mudei pouco, é o que sempre escuto’

·3 min de leitura

Hoje, aos 25 anos, a atriz Polliana Aleixo se viu em reprises como a recente "A vida da gente", no horário das seis da Globo, além de outras produções no Globoplay e Canal Viva. Nestas novelas, ela ainda era apenas uma criança ou adolescente trilhando os seus primeiros passos na carreira. Agora, mesmo já adulta, ela conta que muitos fãs que encontra na rua ainda lhe imaginam como criança.

— Algumas pessoas ficam meio confusas porque elas lembram de mim mais nova de várias novelas, e agora sou adulta. A verdade é que eu mudei pouco fisicamente, é o que sempre escuto. (Risos) Isso e que achavam que eu era mais alta! — diverte-se ela, que fez o seu primeiro trabalho na televisão em "O segredo da princesa Lili", especial de fim de ano da Globo, de 2007, com apenas 11 anos.

Mas o seu trabalho como atriz não ficou apenas na infância. Polliana está cheia de pepéis para estrear. Um deles é no filme "A Sogra Perfeita", que estreia no dia 25 deste mês. Na trama, ela interpreta Cileia, funcionária do salão de Neide (Cacau Protásio), e que será treinada pela mesma para se tornar a "mulher perfeita" para seu filho Fábio Júnior (Luiz Navarro). Fora das telonas, ela também conta que se incomoda com as pressões sociais de comportamento sobre as mulheres.

— É algo que fazemos até sem nos dar conta. As mulheres estão o tempo todo se adequando de alguma forma, seja para pertencer ou pra sobreviver a um ambiente. Já fui muito mais séria e fechada do que gostaria para sobreviver a alguns ambientes de trabalho extremamente machistas — desabafa ela, que completa: — O que me incomoda de verdade é ainda ser tão difícil falar sobre isso. Porque quando uma mulher reage, expõe o que não gosta, não ri de alguma piadinha desnecessária, ela é histérica ou chata. Mas quando um homem se impõe numa situação delicada, ele é um cara de atitude e que tem pulso firme. Esse discurso cansa.

No ano que vem, ela também será vista na sua primeira produção internacional, a série "El Presidente", da Amazon Prime, que trata dos escândalos na FIFA. Polliana interpreta a filha do ex-presidente da entidade, João Havelange.

— Implica em diferenças culturais, costumes e expressões. Você se pega o tempo explicando coisas que nunca teve que explicar antes. Lembro um dia que tentei ilustrar o que era "borogodó", para explicar uma cena, e foi um exercício e tanto! Trabalhar em outra língua te coloca num lugar de mais vulnerabilidade e te tira da sua zona de conforto, isso pode ser uma parede ou uma porta, depende de como se encara — diverte-se ela, que diz ter voltado quase com o espanhol fluente do Uruguai, onde gravaram.

Já o fato de ter convivido com equipes onde não conhecia quase ninguém não foi um problema para ela. No elenco, haviam apenas alguns brasileiros, como Maria Fernanda Cândido, que vive a sua mãe na série, e Du Moscovis.

— Sinceramente, quem já me viu pessoalmente sabe que eu não tenho um pingo de vergonha ou timidez! (Risos) Eu adoro conversar, de verdade. Sempre que tem alguém em alguma reunião de amigos, eu sou quem recebe, porque adoro conhecer pessoas, escutar a história delas — confessa ela, que lembra a parceria com os brasileiros: — Sempre fui muito fã do trabalho e queria muito conhecer a Maria Fernanda e o Du Moscovis, lembro perfeitamente do dia que nos conhecemos. Por incrível que pareça, eles iniciaram as conversas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos