Atriz e escritora, Laila Zaid lança livro infantil sobre sustentabilidade no fim de semana do Dia Mundial do Meio Ambiente

·5 minuto de leitura

A cada ano, a Terra pede mais socorro, e os ambientalistas alertam para o estado de emergência climática. E para o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado neste sábado, 5 de junho, nada melhor que olhar os nossos próprios hábitos, observando como podemos garantir um futuro melhor. Na carona da data, preparamos uma programação com filmes, séries, programas, canais da web e livros que tratam do tema. Entre as sugestões está o “Manual para super-heróis, o início da Revolução Sustentável”, escrito pela atriz Laila Zaid.

— A ideia era fazer um manual simples para os meus alunos, mas vi que tinha um material melhor que isso. Montei 12 pontos que são missões de sustentabilidade para as crianças — explica Laila sobre o livro, que já está sendo vendido na internet e chega às livrarias amanhã.

No embalo da nossa seleção de programas que têm tudo a ver com o Dia do Meio Ambiente, Laila sugere o documentário “Solo fértil”, narrado pelo ator e ambientalista Woody Harrelson, que está disponível na Netflix:

— Esse filme tem produção da maravilhosa Gisele Bündchen — elogia Laila, citando a modelo que também é conhecida mundialmente por ser ativista ambiental.

Mãe de Clara, de 4 anos, e Tom, de 2, Laila conta que sua paixão pelo tema vem da infância. Aos 8, ela entrou em um navio do Greenpeace, que participava da conferência Eco-92, no Rio, e se encantou por aquele universo e pela luta do grupo. Hoje, ela usa sua experiência como atriz para tocar o projeto Eu Coletivo, que vai a escolas e abrigos falar de forma lúdica com as crianças sobre temas sociais.

— Algo que acho muito divertido é reutilizar resíduos para transformá-los em brinquedos. Percebi que as crianças têm um afeto maior (pelo objeto) quando fazem isso — pontua ela, que ainda recomenda as iniciativas de hortas comunitárias e o site fazafeira.com, que conecta os consumidores a pequenos produtores de orgânicos.

Veja abaixos outras dicas sobre o tema.

Na internet

Cinema infantil on-line

A segunda edição do Festival de Cinema Infantil É Tudo Criança começa nesta segunda-feira, reunindo dezenas de títulos em exibições gratuitas e on-line. Entre os títulos que falam sobre meio ambiente, tem “Dia do manguezal”, na Mostra Infâncias Plurais, “Mata” e “Se a vida te der um anzol”, ambos da Mostra Sabiá. Todos os filmes ficam disponíveis de 7 a 11 de junho em festivaletudocrianca.com.br.

Mão na terra

No YouTube, a jardineira Carol Costa dá algumas dicas no canal Minhas Plantas. Entre elas, há formas de produzir adubo caseiro e como começar uma horta do zero.

CCBB Educativo

O Centro Cultural Banco do Brasil celebra o Dia do Meio Ambiente com uma oficina on-line neste sábado, às 10h, de criação de cartões postais. Nela, as crianças terão como tema os tesouros ambientais de suas cidades. Evento gratuaito, com inscrições pelo ccbbeducativo.com.

Na TV e no streaming

A arte imita a vida

No Globoplay, a série de ficção “Aruanas” mostra Leandra Leal, Taís Araujo e Débora Falabella como líderes de uma ONG que briga contra uma quadrilha de crimes ambientais. No elenco também está a atriz Thainá Duarte.

Canal especializado

O canal de TV por assinatura National Geographic tem várias atrações sobre meio ambiente. Amanhã, às 16h25, vai ao ar o documentário “2040”, sobre como poderia ser o futuro se adotássemos desde já novos hábitos. Na sequência, três programas sobre um tema tão necessário para o bem da natureza: “Plástico: trajetória e poluição” (18h15), “Maré de plástico” (19h10) e “Baleia: morta pelo plástico” (20h05).

Cartas para a vida

A apresentadora Angélica conversa com mulheres sobre reciclagem, consumo ético, preservação, ativismo ecológico e como as novas gerações vão entrar nesta luta no terceiro episódio de “Cartas para Eva”, também no Globoplay.

Luta brasileira

O documentário “Amazônia Sociedade Anônima”, do diretor Estevão Ciavatta, está em cartaz no Globoplay. O roteiro mostra a luta dos indígenas contra máfias de roubo de terras e desmatamento ilegal.

Luz no fim do túnel

O documentário “Rompendo barreiras: Nosso planeta” estreia hoje na Netflix . Nele, o ativista e naturalista David Attenborough e o cientista Johan Rockstrom tentam mostrar soluções contra o colapso da biodiversidade do planeta.

Reunião mundial

O documentário “O Fórum”, no Globoplay, mostra os bastidores do último Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, no ano passado, que reuniu presidentes — como Donald Trump e Bolsonaro — e outros líderes, empresários influentes e ativistas para debater o futuro do planeta.

Sobre os oceanos

“Seaspiracy”, que estreou recentemente na Netflix e já foi recomendado até mesmo pelo beatle e ativista Paul McCartney, conhecido por defender causas ambientais, fala sobre o impacto da indústria pesqueira no mundo.

Sustentabilidade à mesa

Estreia do GNT, a chef especializada em culinária vegetariana Tati Lund apresenta o “Conversas para o planeta” (episódios inéditos às quartas, às 18h, com reprises às quintas, às 16h10, aos domingos, às 7h, e às segundas, às 11h), que discute alternativas para uma vida mais sustentável.

Na literatura

‘Pé-de-bicho’

De Márcia Leite, o livro infantil da editora Pulo do Gato fala de natureza, meio ambiente, fauna brasileira e outros temas ao contar a história de animais de diferentes espécies que convivem em total harmonia, ninguém caça ninguém.

‘Plantando as árvores do Quênia’

De Claire A. Nivola, o livro da editora SM Educação conta a história da ambientalista queniana Wangari Maathai, primeira mulher africana a receber o Nobel da Paz, em 2004, por sua contribuição ao desenvolvimento sustentável. Por iniciativa própria, ela conseguiu mobilizar a população a plantar mais de 30 milhões de árvores.