Naya Rivera: mais de 80 oficiais buscam corpo para família "dar desfecho"

Patrick Monteiro
·2 minuto de leitura
BEVERLY HILLS, CALIFORNIA - SEPTEMBER 19: Naya Rivera attends the LA premiere of Roadside Attraction's "Judy" at Samuel Goldwyn Theater on September 19, 2019 in Beverly Hills, California. (Photo by Emma McIntyre/Getty Images)
Naya Rivera já é considerada como morta pela polícia (Photo by Emma McIntyre/Getty Images)

As buscas por Naya Rivera não param em um lago da Califórnia, nos Estados Unidos. Nesta quarta-feira (8) ela saiu para andar de barco com o filho de quatro anos e sumiu após um mergulho. O garoto foi encontrado sozinho na embarcação.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Segundo informações de veículos locais, mais de 80 profissionais estão envolvidos na busca do corpo da atriz, já que eles acreditam que ela esteja morta. Com 33 anos seu maior sucesso foi como a Santana Lopez, na série ‘Glee’. “Buscamos pistas sobre a localização de Naya Rivera. Estamos usando helicópteros, barcos, veículos para terrenos difíceis e pessoal de terra”, disse o xerife da localidade nas redes sociais.

Leia também

Conhecido por muitos afogamentos, o Lago Piru, os profissionais querem dar conforto à família dela. “O objetivo é levar (o corpo de) Rivera para casa de sua família para que eles possam ter algum desfecho”, pontuaram as autoridades locais ao site ‘PageSix’.

A mudança da estratégia de busca e salvamento para recuperação do corpo aconteceu porque o desaparecimento já dura mais de 20 horas. Informações do filho da atriz dão conta que ela não usava colete salva-vidas quando saiu para nadar.

Segundo informações o site ‘TMZ’, a visibilidade do lago é de até 30 centímetros. Seu fundo é repleto de árvores, galhos, e detritos e em condições normais um corpo pode demorar de 7 a 10 dias para boiar em casos de afogamento.