Atual ministro da Educação defende investigação: 'Que puna todos aqueles que tenham praticado irregularidades'

O ministro da Educação, Victor Godoy, defendeu nesta quarta-feira que todos os que tenham cometido irregularidades na pasta sejam punidos. Número 2 na pasta durante a gestão de Milton Ribeiro, preso pela Polícia Federal por suspeitas envolvendo a atuação de pastores na liberação de verbas, Godoy evitou defender o ex-chefe em entrevista a jornalistas.

Mais cedo, a PF esteve na sede do MEC em busca de informações sobre atuação de pastores como lobistas na pasta. A prisão de Milton Ribeiro ocorreu nesta manhã durante a operação "Acesso pago" da PF.

— Caso qualquer pessoa que tenha praticado irregularidade, seja comprovada sua culpa, isso tem que ser objeto de responsabilização. Nosso governo não compactua com qualquer irregularidade ou desvio, ainda mais recursos da educação — afirmou Godoy a jornalistas na porta do MEC, complementando:

— Sabemos o momento que temos vivido na educação brasileira e mundial com a pandemia. Então, nossos esforços aqui são para que a gente esclareça todos os fatos e puna todos aqueles que tenham praticado irregularidades.

Godoy assumiu o comando do MEC em março após a saída de Milton Ribeiro. Apesar de ter sido número 2 do ex-ministro, desde que ocupou o cargo principal Godoy tem tentado se descolar do escândalo envolvendo a atuação de pastores.

O ministro tem tentado passar uma postura de tranquilidade sobre o tema. A interlocutores tem afirmado que não é investigado e não tem relação com o caso. A prisão do ex-ministro gerou surpresa no alto escalão da educação no governo Bolsonaro. Questionado por jornalistas sobre o fato de ter sido número 2 de Ribeiro quando os fatos denunciados ocorreram, Godoy afirmou que nunca presenciou nada levantasse suspeitas.

— Todos sabem que sou servidor de carreira da CGU (Controladoria-geral da União), trabalhei mais de 14 anos investigando e combatendo desvios de recursos públicos. Também por essa experiência a gente sabe que essas coisas acontecem sempre de maneira velada. Nunca tive conhecimento ou qualquer tipo de postura do ex-ministro na minha frente que pudesse me levar a qualquer tipo de desconfiança — disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos