Atual presidente da Guiné vence as eleições com 59% dos votos

·1 minuto de leitura
Policial se prepara para disparar gás lacrimogêneo contra os manifestantes, enquanto eles continuam jogando pedras e bloqueando estradas durante protestos em massa depois que os resultados preliminares foram divulgados em Conakry em 23 de outubro de 2020.
Policial se prepara para disparar gás lacrimogêneo contra os manifestantes, enquanto eles continuam jogando pedras e bloqueando estradas durante protestos em massa depois que os resultados preliminares foram divulgados em Conakry em 23 de outubro de 2020.

O atual chefe de Estado da Guiné, Alpha Condé, de 82 anos, ganhou a eleição presidencial de 18 de outubro com 59,49% dos votos, obtendo assim o direito a um terceiro mandato, anunciou a comissão eleitoral neste sábado (24).

Seu principal rival, Cellou Dalein Diallo, de 68 anos, que se proclamou vencedor da presidencial antes da publicação dos resultados, obteve 33,5% dos votos, segundo a comissão.

"Vamos protestar contra o roubo eleitoral nas ruas", declarou o opositor à AFP, bloqueado em sua residência de Conakry pela polícia. "Vamos recorrer de todas as maneiras ao Tribunal Constitucional, mas sem muita esperança", garantiu.

A possibilidade de um terceiro mandato consecutivo de Condé, de 82 anos, provocou durante um ano protestos em que dezenas de civis perderam a vida e criando o temor de possíveis campanhas eleitorais violentas, em um país acostumado com a violência política.

Depois da votação, os confrontos registrados deixaram uma dezena de mortos, segundo as autoridades.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu no sábado para que se encontre uma "solução pacífica" para a crise pós-eleitoral na Guiné, urgindo Condé e Diallo a "convencer seus apoiadores a acabar imediatamente com a violência e entrar no diálogo".

“As Nações Unidas estão prontas para apoiar um processo de diálogo por uma solução rápida e pacífica para a crise”, afirmou.

Além da Guiné, este ano há eleições na Costa do Marfim, Burkina Faso, Gana e Níger.

eml/spm/blb/cls/mar/eg/mis/eb/gf/am