ATUALIZADA - 2 - Estudante abre fogo em escola na França e atinge 4

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

Um estudante de 16 anos abriu fogo nesta quinta (16)em uma escola na cidade de Grasse, no sul da França, atingindo três alunos e o diretor da instituição.

A polícia entrou no colégio Tocqueville e prendeu o suspeito, que ainda estava armado com um rifle, pistolas e uma granada. Segundo as autoridades, ao menos seis outras pessoas ficaram feridas na correria, algumas devido ao "choque emocional". Nenhum dos feridos no incidente corre risco de morrer.

"A motivação do estudante parece estar relacionada a suas relações ruins com os outros estudantes no colégio, em que aparentemente ele tinha dificuldades de se integrar", disse a promotora Fabienne Atzori.

Ela afirmou que as autoridades estão tentando descobrir como o atirador teve acesso às armas.

Segundo o jornal "Le Monde", publicações do aluno detido em redes sociais indicam que ele era fascinado pelo massacre de Columbine, no qual dois estudantes de uma escola de ensino médio nos EUA mataram 12 alunos e um professor, em 1999.

O incidente ocorre em meio a um estado de emergência, que está em vigor na França desde os atentados realizados em Paris pela facção terrorista Estado Islâmico, em novembro de 2015.