ATUALIZADA - Após três meses, Uerj retoma as aulas com protestos e possibilidade de greve

ATUALIZADA - Após três meses, Uerj retoma as aulas com protestos e possibilidade de greve

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Com protestos de professores e possibilidade de greve, a Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) retomou as aulas nesta segunda-feira (10), após três meses sem atividades na graduação.

Docentes, que ainda não receberam o 13º salário de 2016, nem os salários de fevereiro e março, se manifestaram durante a tarde contra a decisão da reitoria de retomar as aulas.

Em assembleia que durou quatro horas, os docentes votaram por manter o estado de greve -sinalização jurídica ao governo de que a paralisação pode ser deflagrada a qualquer momento.

Antes disso, os professores protestaram fecharam ruas no entorno da universidade.

Sofrendo com falta de repasses do governo do Estado, que vive crise financeira, a graduação estava parada por decisão da reitoria.

Na última sexta (7), a ela anunciou que havia negociado com as empresas de limpeza e segurança para que fornecessem os serviços mínimos para a retomada das aulas.

Apesar da decisão, servidores técnicos e administrativos já estavam em greve, alunos cotistas ainda não receberam as bolsas referentes a fevereiro e março e o bandejão da universidade está fechado.

A Secretaria de Fazenda reconhece a falta de pagamentos dos salários dos servidores, "devido à crise nas finanças estaduais, provocada pela significativa queda na receita de tributos em consequência da depressão econômica do país, pelo recuo na arrecadação de royalties e a redução dos investimentos da Petrobras", diz, em nota.

Segundo a pasta, o governo se empenha em resolver o problema do Uerj.

"Os números ilustram a persistente luta do governo estadual pela Uerj. A grave crise financeira enfrentada pelo Estado que, junto aos Estados do Rio Grande do Sul e Minas, já decretou calamidade financeira, não impediu repasses de custeio à universidade que totalizaram R$ 767,4 milhões em 2016, sendo R$ 189,2 milhões em custeio e R$ 578,2 milhões em pagamento de pessoal."

RAIO-X

Nome: Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Fundação: 4 de dezembro de 1950

Alunos: cerca de 41.000 (graduação, pós-graduação, CAp Uerj e EaD)

Orçamento anual: R$ 1,04 bilhão