ATUALIZADA - Começa nesta segunda a vacinação contra a gripe

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A campanha nacional de vacinação contra gripe começa mais cedo este ano. A partir desta segunda-feira (17), serão distribuídos 60 milhões de doses disponíveis, seis milhões a mais do que no ano passado.

O aumento ocorre por causa da ampliação do público-alvo, que passa a incluir neste ano os professores das redes pública e privada.

Outros grupos para quem a vacina é indicada são idosos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), indígenas, presos, adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional.

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e hipertensão, também podem ser imunizadas, desde que haja prescrição médica.

Segundo o Ministério da Saúde, esses são os grupos com maior risco de complicações devido à gripe -daí a recomendação para que sejam vacinados.

A meta deste ano é vacinar 90% do público-alvo --índice maior do que nos anos anteriores, quando a meta girava em torno de 80%-- devido ao aumento na adesão à vacina nos últimos anos.

A vacinação já ocorre em alguns Estados, segundo o ministério, porque os governos têm liberdade para iniciar a imunização assim que receberem as doses, estratégia que costuma ser realizada principalmente no Sul do país.