ATUALIZADA - Nove morrem em chacinas em intervalo de uma hora

REGIANE SOARES

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nove pessoas morreram e três ficaram feridas em duas chacinas nas zonas norte e sul de São Paulo, em um intervalo de uma hora, entre a noite de terça-feira (4) e o início da madrugada de quarta (5).

A primeira chacina aconteceu no Jaçanã (zona norte da capital). Segundo a Secretaria de Segurança Pública, seis homens morreram e um ficou ferido. O crime ocorreu em um bar, por volta das 23h20, na rua Antonio Sergio de Matos.

Um dos sobreviventes disse aos policiais militares que atenderam a ocorrência que dois homens em uma moto Honda Twister prata passaram em frente ao bar, perguntando por uma pessoa. Logo depois, o garupa deu vários disparos em direção às pessoas que estavam no comércio. Uma das vítimas, Sidnei Rodrigues Cordeiro, 38 anos, morreu na rua.

Em seguida, o suspeito desceu da moto, entrou no bar e foi até o banheiro, onde cinco homens haviam se escondidos. Todos foram baleados e morreram no local. Entre eles estavam um funcionário do bar, um cliente e um marceneiro. Os três feridos foram levados para hospitais, e o estado deles não foi informado. No local, foram apreendidas cápsulas de calibre 45. A polícia não informou se as vítimas tinham passagem.

CAMPO LIMPO

A segunda chacina ocorreu em dois endereços do Campo Limpo (zona sul da capital). Segundo a Secretaria, a primeira aconteceu por volta da meia noite, na rua Carualina, onde morreu Wizmael Dias Corria, 19 anos, com dois tiros no rosto. Testemunhas disseram que ele estava andando de moto quando percebeu que estava sendo seguido por duas pessoas em uma motocicleta Honda XRE. Assustado, Wizmael desceu da moto, e o garupa da XRE atirou e fugiu.

Meia hora depois, três homens foram baleados na rua Professora Nina Stocco, perto do local do primeiro ataque. De moto, os criminosos também passaram atirando. Kayke Santos Moreira, 20 anos, e Vinícius Aparecido Paula, 19 anos, não resistiram aos ferimentos. A vítima que sobreviveu disse aos policiais que estava entregando pizza e parou no local para pedir informações. Ele foi ferido na mão e está internado. Cápsulas 380 e 9 mm foram recolhidas. O DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) assumiu a investigação. Ninguém foi preso.