ATUALIZADA - Reparo de duto da Petrobras causa vazamento de gás na Grande SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Técnicos da Transpetro, subsidiária da Petrobras, trabalham na manhã desta terça-feira (18) para conter o vazamento de GLP (gás liquefeito de petróleo) no Jardim Utinga, em Santo André (Grande São Paulo). Não houve vítimas, mas seis pessoas tiveram que deixar suas casas.

Durante o reparo de um duto de óleo diesel em um terreno na avenida Sapopemba, os técnicos acabaram perfurando o de gás, por volta da 1h. A área foi isolada e os bombeiros lançaram neblina d'água para isolar o efeito do GLP.

Além do Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e a equipe de contingência da Transpetro trabalham para dispersar o GLP –ainda está presente no ar. Apesar do leve odor, a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) diz que fez o monitoramento no quarteirão e não detectou concentração de gases inflamáveis.

Os técnicos da Transpetro estão no terreno desde as 17h30 desta segunda (17) para conter o vazamento de óleo diesel de um duto da companhia, que tinha sido alvo de furto. Os criminosos não foram identificados.

Para garantir a segurança dos moradores e evitar o risco de explosões, a Eletropaulo interrompeu o fornecimento de energia elétrica em um perímetro de um quilômetro e meio nas imediações da avenida Sapopemba com a rua Luís Giuliane. A companhia informou que a energia só será restabelecida assim que a região for liberada.

Segundo a Cetesb, o combustível atingiu o sistema de drenagem de águas pluviais e um afluente do córrego Oratório. No local, foram feitas barreiras de contenção.

A Transpetro afirma que uma equipe de manutenção fazia trabalho de rapado de um duto de diesel, que havia sido detectado desvio de combustível, quando a máquina que fazia a escavação no local bateu numa válvula instalada num segundo duto, paralelo ao de diesel, provocando o vazamento de GLP.

A empresa diz que ainda vai investigar se havia alguma ação de furto de combustível também no duto de GLP. A Transpetro disse ainda que os protocolos de segurança foram imediatamente acionados e o vazamento no duto contido e reafirma seu compromisso com a segurança das pessoas e de suas operações.