ATUALIZADA - Tumulto em protesto na Venezuela deixa 1 morto e 30 detidos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Manifestantes opositores ao governo Nicolás Maduro enfrentaram nesta quinta-feira (6) agentes da Guarda Nacional e policiais em Caracas, em confrontos que deixaram um morto, vários feridos e dezenas de detidos.

Um jovem de 19 anos morreu após ser atingido por um disparo no peito no local onde ocorria um protesto, no subúrbio de Montaña Alta. Ele morreu quando efetivos militares chegaram para remover um bloqueio de rua por parte de manifestantes, disse à agência AFP o porta-voz da polícia Miguel Mederico.

Sua avó declarou que ele não participava do protesto e que foi ferido quando voltava da casa da namorada.

A passeata em direção ao no centro de Caracas foi reprimida com violência durante o dia por homens da polícia e da Guarda Nacional.

Cerca de 20 mil pessoas vindas de sete pontos da cidade ocuparam a autoestrada Francisco Fajardo, que liga a zona leste, reduto da oposição, à região central -três vezes mais do que os que foram às ruas dois dias atrás.

"Retiramos duas pessoas com ferimentos na cabeça, uma com o braço fraturado e uma jornalista intoxicada", disse o deputado Miguel Pizarro, que participou do protesto. Um membro da Guarda Nacional também foi ferido na cabeça.

Em rede nacional de TV, Maduro informou que 30 manifestantes foram detidos no país. "Vamos atrás de todos, estão todos identificados", afirmou. "Um a um vão cair e irão à Justiça".

Em Caracas, os opositores se concentraram em uma estrada na altura do bairro de Altamira, segundo o plano original, mas o opositor Henrique Capriles e outros dirigentes decidiram ir até a Defensoria do Povo, localizada em uma área histórica. Foi quando o conflito começou.

No setor de El Recreo, a militarizada Guarda Nacional colocou grandes caminhões e uma barreira metálica, bloqueando a estrada de oito pistas. Também lançaram bombas de gás lacrimogêneo e jatos de águas para dispersar a multidão, mas os manifestantes, muitos deles com os rostos cobertos, responderam com pedras.