Aubameyang tem mandíbula fraturada em assalto; saída pode melar

Aubameyang teve sua casa invadida e foi agredido durante roubo na madrugada de segunda-feira.
Aubameyang teve sua casa invadida e foi agredido durante roubo na madrugada de segunda-feira. Foto: (Pedro Salado/Quality Sport Images/Getty Images)

Depois de sofrer um violento assalto em sua casa durante a madrugada da última segunda-feira, quando, de acordo com informações publicadas pelo jornal espanhol El País, pelo menos quatro homens entraram em seu jardim no complexo em Castelldefels e o ameaçaram com armas de fogo e barras de ferro, o atacante gabonês Pierre Emerick Aubameyang, do Barcelona, teve detectada uma fratura de sua mandíbula, segundo o jornal inglês The Athletic.

Auba teria sido agredido no rosto por uma barra de ferro, o que teria causado a lesão em sua mandíbula, algo que o impede de treinar por algumas semanas, período necessário para a recuperação natural da pequena fratura.

Leia também:

Aubameyang, que se juntou ao clube vindo do Arsenal em janeiro, foi agredido pelos homens na frente de sua esposa Alysha Behague, afirma o relatório, com os criminosos fugindo em um Audi A3 branco. Eles têm dois filhos e ainda não se sabe se as crianças estavam em casa durante o arrombamento. O incidente ocorre quando Aubameyang está ligado a um retorno à Premier League após o interesse do Chelsea, apenas sete meses depois de deixar o Arsenal depois de ter se desentendido com o técnico dos Gunners, Mikel Arteta, devido a violações disciplinares.

Não é a primeira vez que jogadores do Barcelona são vítimas de roubos e furtos, com o companheiro de equipe de Aubameyang, Robert Lewandowski, tendo seu relógio de quase 350 mil reais roubado fora do centro de treinamento do clube. O relógio de Lewandowski foi arrancado quando o jogador de 33 anos cumprimentava os torcedores antes de um treino noturno com o Barça.