Audiência virtual sobre corrupção no governo peruano é interrompida por vídeo de stripper brasileiro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Um vídeo do stripper brasileiro Ricardo Milos, que virou meme em 2018, interrompeu uma audiência virtual sobre corrupção no governo peruano de Pedro Castillo, nesta quarta-feira.

Nos Estados Unidos: Vizinhos compram casa para que idosa não seja despejada em bairro

Pandemia medieval: Os dentes de pessoas enterradas há 700 anos apontam para a origem da peste negra

Guerra na Ucrânia: líderes da Alemanha, França e Itália fazem primeira viagem a Kiev desde início do conflito

As imagens tomaram a tela da audiência no momento em que o procurador Samuel Rojas apontava os motivos pelos quais o presidente Castillo deveria ser investigado. A audiência estava sendo transmitida nas redes sociais do judiciário peruano.

— Estão nos mostrando imagens muito sugestivas — comentou Rojas ao ser interrompido pela dança do brasileiro.

Veja o vídeo do momento abaixo:

A Suprema Corte peruana analisa se Castillo será ou não investigado por participação em um esquema de corrupção, que envolveria seu ex-ministro de Transportes e Comunicações, Juan Silva. Silva atualmente é considerado um foragido da justiça.

O vídeo do striper foi transmitido pela conta "Assistência Estúdio Espinoza Ramos". Espinoza Ramos é o advogado de Castillo no caso e que pede para que a investigação não tenha prosseguimento.

O advogado nega que o vídeo tenha sido transmitido de uma conta associado ao seu trabalho. Segundo ele, o caso demonstra a vulnerabilidade do sistema virtual do judiciário peruano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos