Audi promete ser totalmente elétrica a partir de 2033

·3 min de leitura
Audi também se juntou ao movimento – e de acordo com o presidente da Audi of America, Daniel Weissland, a montadora alemã pretende que seu último carro movido a combustão saia de linha até 2033. (Artur Widak/NurPhoto) (NurPhoto via Getty Images)
  • Audi quer fazer mudança para o mundo dos veículos elétricos por completo até 2033

  • Empresa alemã não pretende lançar nenhum veículo com motor de combustão depois de 2026

  • Empresas estão buscando alternativas para entrar no mercado elétrico nessa década

Com mais veículos elétricos sendo registrados em 2021 do que nos últimos cinco anos combinados, muitas empresas de automóveis, incluindo montadoras tradicionais, planejam fazer a transição para linhas totalmente elétricas na próxima década. A Audi também se juntou ao movimento – e de acordo com o presidente da Audi of America, Daniel Weissland, a montadora alemã pretende que seu último carro movido a combustão interna saia da linha de montagem até 2033.

Leia mais

“Não planejamos mais lançar nenhum veículo [com motor de combustão interna] depois de 2026. E isso significa que em 2033 seremos totalmente elétricos”, disse Weissland ao Yahoo Finance Live.

A Audi, que é de propriedade do Grupo Volkswagen, apresentou um aumento de 5% ano a ano nas entregas americanas em 2021, superando 196.000 veículos, além de aumentar suas vendas de veículos elétricos em mais de 50%. Weissland juntou-se ao Yahoo Finance Live para discutir as vendas de carros em 2021, o portfólio de veículos elétricos da Audi, seu cronograma para a eliminação de veículos movidos a gasolina e as perspectivas para veículos elétricos e direção autônoma.

Em 2022, Weissland disse que a Audi espera ter o “maior portfólio totalmente elétrico” de todos os fabricantes dos EUA com os lançamentos do Q4 e do Q4 Sportback e-tron. Segundo ele, a empresa continuará a aumentar suas vendas de veículos elétricos como proporção do total de entregas de veículos, eventualmente levando suas vendas de veículos elétricos a ultrapassar as de veículos de combustão interna após 2025.

“Então, nós realmente queremos liderar o caminho para a transformação, para veículos elétricos. E é isso que estou esperando”, disse. “Os clientes querem, vemos a demanda no mercado e é isso que a Audi representará no futuro.”

A Audi, que é de propriedade do Grupo Volkswagen, apresentou um aumento de 5% ano a ano nas entregas americanas em 2021, superando 196.000 veículos. (Chukrut Budrul/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
A Audi, que é de propriedade do Grupo Volkswagen, apresentou um aumento de 5% ano a ano nas entregas americanas em 2021, superando 196.000 veículos. (Chukrut Budrul/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

O futuro é elétrico

As baterias continuam a ser um dos componentes mais caros dos VEs e, à medida que a demanda por baterias aumenta, os preços devem cair abaixo de US$ 100 (R$ 560) por kWh até 2030. No entanto, como os EVs normalmente têm menos peças individuais do que os veículos de combustão interna, pode apenas será uma questão de tempo até que os custos de fabricação de veículos elétricos se tornem menores do que os de carros movidos a gasolina.

Weissland acredita que, no curto prazo, a proposta de valor dos VEs em relação ao custo de propriedade os torna um produto atraente. “Acho que se você olhar para a comparação entre veículos elétricos e veículos com motor de combustão, precisamos olhar para o custo de propriedade”, disse ele. “E sim, a expectativa é que o custo de propriedade esteja caindo e se torne ainda menor [do que] um veículo com motor de combustão”.

Quanto aos obstáculos que podem estar impedindo a adoção mais ampla e a fé em se tornar totalmente elétrico, Weissland citou a falta de conscientização do consumidor sobre os benefícios que os VEs podem oferecer. Ele disse que é responsabilidade de montadoras como a Audi educar os motoristas sobre o que é ser elétrico.

“Adoro o fato de não precisar mais ver um posto de gasolina”, acrescentou. “Eu carrego em casa, como faço com meu celular. Eu o ligo à noite, desligo de manhã, e lá vou eu – e a aceleração, e sei que estou fazendo algo de bom para o meio ambiente – salvando nosso planeta, o futuro de nossos filhos e netos.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos