Áudio mostra Bolsonaro gritando em hospital? É falso

Reprodução

Um áudio que tem circulado em redes sociais e aplicativos de mensagens relata uma suposta conversa entre o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e seu filho Eduardo dentro do Hospital Albert Einstein, onde ele está internado desde o último dia 7, em São Paulo. O áudio, no entanto, é falso.

Na falsa gravação, uma pessoa imita a voz do capitão da reserva e grita com o filho. O homem diz que não aguenta mais ficar no hospital e que o “teatrinho acabou”. A fala alimentou teorias falsas de que o atentado sofrido por Bolsonaro no dia 6 de setembro, durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG), seria forjado.

Um trecho da gravação faz referência a Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência, que está em segundo lugar nas pesquisas de intenções de votos. “Me tira daqui, a gente tem uma eleição pra ganha (sic). No áudio, a pessoa que se passa por Bolsonaro reclama do vice, general Hamilton Mourão (PRTB) e ainda há xingamentos a uma enfermeira. 

A voz no áudio diz que “precisa ir para a rua”, fazer campanha. A pessoa que se passa pelo filho Eduardo só repete “Calma” várias vezes.

A assessoria do Hospital Albert Einstein confirma que se trata de “fake news”. Os filhos do candidato também desmentem o áudio. Eduardo, que é citado na mensagem, retuítou um post do irmão Flávio, que mostra um link dizendo que o áudio é falso “para encerrar o assunto, caso alguém ainda acredite nessa grosseira fake news”. Carlos também publicou um desmentido no Twitter.