Augusto Nunes agride Glenn Greenwald durante programa 'Pânico'

Equipe HuffPost
Glenn Greenwald e Augusto Nunes

O jornalista Augusto Nunes agrediu fisicamente o fundador do site The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, durante a gravação do programa Pânico, da rádio Jovem Pan, nesta quinta-feira (7).

Greenwald chamou Nunes de “covarde” durante uma discussão e o jornalista revidou a acusação com tapas. Após a ofensiva de Nunes, o editor do The Intercept também tentou dar um soco no jornalista. 

Ao chegar no programa, o editor do The Intercept não sabia que iria dividir a mesa com o jornalista Augusto Nunes. Greenwald afirmou que tinha divergências políticas com Nunes, mas que havia topado conversar com o jornalista, mas “com limites”.

A discussão começou quando ele relembrou o fato de que Nunes havia sugerido que um juiz de menores investigasse os filhos de Greenwald para analisar se as crianças deveriam voltar para um abrigo. De acordo com Glenn, esse teria sido o ato mais “nojento” de Nunes.

Em resposta, o jornalista disse que o comentário teria sido uma ironia.

“Ouça o que eu disse. Não sabe identificar um ataque bem-humorado. [...] Eu disse apenas que o companheiro dele passa o tempo em Brasília e ele passa o tempo lidando com material roubado. Quem vai cuidar dos filhos? Era isso”, respondeu Augusto Nunes, referindo-se ao marido de Glenn, o deputado federal David Miranda (PSol-RJ), e à Vaza Jato, como ficou conhecida a série de reportagens do The Intercept sobre áudios de conversas entre o então juiz Sérgio Moro e procuradores da Operação Lava Jato.

Nesse ponto, Glenn Greenwald começou a chamar Augusto Nunes repetidas vezes de covarde. Nunes responde com frases como “Eu te mostro o que é covarde” e começa a agressão.

Diante da briga, os produtores e apresentadores do programa tentaram acalmar os ânimos dos convidados e o programa...

Continue a ler no HuffPost