Rússia confirma que não há vítimas em afundamento de navio da inteligência

Moscou, 27 abr (EFE).- A Rússia confirmou nesta quinta-feira que o afundamento de seu navio de inteligência "Liman", após se chocar com outro barco a cerca de 40 quilômetros do estreito de Bósforo, não causou vítimas entre a tripulação.

"Todos os membros da tripulação do navio da Frota do Mar Negro 'Limam' estão sãos e salvos. Neste momento estamos preparando a evacuação dos mesmos com um navio de salvamento turco", informou o Ministério de Defesa em um comunicado.

A nota oficial negou desta forma as informações jornalísticas que diziam que 15 soldados russos teriam desaparecido no acidente, o que os porta-vozes militares de Moscou tacharam de "nova desinformação".

"O 'Liman' afundou como consequência de uma via de água aberta abaixo de sua linha de flutuação", aponta a nota.

O incidente, que aconteceu pouco antes do meio-dia entre o "Limam" e o barco "Ashot-7", cuja bandeira é desconhecido, causou um grande buraco na parte direita do casco do navio russo.

Outro barco russo que está na zona, o "Ulus-star", levará a tripulação da embarcação afundada para sua base permanente no mar Negro. EFE