Aumenta a violência dos protestos no Irão

Os protestos no Irão aumentaram de intensidade na quinta-feira em Karaj, a oeste de Teerão. Centenas de pessoas bloquearam a autoestrada que atravessa a cidade e queimaram pneus. Segundo os meios de comunicação iranianos, um oficial morreu e vários elementos da polícia ficaram feridos, em confrontos violentos entre as forças de segurança e os manifestantes.

Os incidentes tiveram lugar no 40º dia de luto por Hadis Najafi - uma data importante no processo de luto muçulmano - a jovem morreu durante os protestos pela morte de Mahsa Amini - que deu origem a todo este movimento no Irão. Amini morreu nas mãos da polícia por ter violado as regras do véu islãmico.

Segundo as autoridades, algumas horas depois a situação voltou ao normal. Apesar da repressão as manifestações não perdem força há 7 semanas. Foram convocadas greves e movimentos de protesto por todo o país.